Sábado, 24 Novembro 2018 07:23

Vazamento de dinheiro

Escrito por Lúcio Flávio Pinto
Avalie este item
(0 votos)

(Publicado no blog em 4 de maio de 2015)

Nas estatísticas que usou na sua apresentação ao Senado, no mês passado, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy retrocedeu, em geral, ao início do governo Dilma Rousseff, em 2011, data a partir da qual estão os dados que divulgou. Mas ao tratar das transferências feitas pelo tesouro nacional ao BNDES, tomou como ponto de partida o ano de 2008, quando o valor foi de apenas 40 bilhões de reais.

Em 2009, porém, ainda na administração Lula, as transferências da União cresceram para R$ 105 bilhões, patamar no qual se mantiveram em 2010. Baixaram para R$ 60 bilhões no primeiro ano de Dilma, seguindo nesse sentido nos dois anos seguintes (R$ 45 bilhões e R$ 41 bilhões). Em 2014, ano eleitoral, voltaram ao nível do primeiro ano da presidente, R$ 60 milhões.

A criação das multinacionais brasileiras, como a Friboi, custou ao caixa do tesouro, nesses sete anos de PT, R$ 426 bilhões, na forma de transferência ao BNDES, o equivalente a quase 10% do PIB de 2013.

Ler 184 vezes Última modificação em Domingo, 06 Janeiro 2019 12:07

Comments fornecido por CComment