Quinta, 17 Janeiro 2019 10:20

Maiorana, Barbalho & Cia.

Escrito por
Avalie este item
(3 votos)

A mais destacada fotografia publicada na coluna de ontem de Carmem Souza foi do casal Ronaldo (Valéria Bitar) Maiorana. A colunista se antecipou em três dias ao aniversário do principal executivo do grupo Liberal, para lhe dar parabéns e desejar "vida longa". Nada anormal numa coluna social. A importância da iniciativa está no jornal no qual ela foi publicada: o Diário do Pará, da família Barbalho. 

É a primeira vez, em muitos anos, ou desde sempre, que um Maiorana aparece no Diário, numa coluna social, com o maior destaque no álbum de fotografias que caracteriza a coluna de Carmem Souza. Os Barbalho voltaram a figurar em O Liberal, revelando quem tomou a iniciativa de acabar com o interdito do lado dos Maiorana. Assim, está consumada a reaproximação pessoal das duas famílias que comandam a imprensa no Pará.

Elas eram concorrentes comerciais, adversárias políticas e inimigas pessoais até setembro de 2017. Romulo Maiorana Júnior foi então destituído do cargo que ocupou ao longo de 36 anos, desde a morte do pai, à frente do grupo Liberal. Aliado do PSDB, que lhe rendeu farta propaganda oficial, ele sustentou uma oposição total aos Barbalho, do MDB, perdendo ou ganhando nas várias batalhas dessa guerra. A cisão interna na empresa familiar e a sua má  situação financeira e mercadológica estimularam os outros cinco irmãos a aproveitar enquanto ele estava de férias na Europa para realizar uma assembléia extraordinária que o destituiu da presidência do grupo Liberal.

As duas partes levaram sua disputa à justiça, mas acabaram fazendo um acordo, dividindo o patrimônio. A partilha tirou o poder que Romulo Jr. utilizava a partir dos seus veículos de comunicação, restringindo-o a um portal e emissoras de rádio. O caminho ficou aberto para a paz política e comercial das duas famílias. Graças a esse acerto, Helder Barbalho exerce o governo do Estado com o apoio dos dois principais grupos de comunicação do Estado. Por quanto tempo e com qual fidelidade, ainda não é possível dizer. A história de Maiorana e Barbalho tem sido uma autêntica montanha russa: ora melhora, ora piora. 

Ler 274 vezes

Comments fornecido por CComment