Sexta, 05 Abril 2019 17:01

Sem transparência

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Ministério Público do Estado decidiu instaurar processo administrativo disciplinar contra um procurador de justiça, “Exmo. Sr. Dr. N. P. M.”, citado apenas pelas suas iniciais na portaria baixada pelo 2019O 2º subcorregedor-geral. A N. P. M. foi atribuído o cometimento de “supostas faltas”, a serem devidamente investigada, depois que o procedimento preliminar “concluiu pela existência de indícios de violação, em tese, de dever funcional”. Mas sob as iniciais do servidor, sem a transparência que o MP exige e cobra da porta de entrada da sua sede para fora dela. Neste caso, o processo transcorrerá sob sigilo.

Ler 107 vezes Última modificação em Sexta, 05 Abril 2019 17:09

Comments fornecido por CComment