Quinta, 13 Setembro 2018 20:57

Pobre Vila da Barca

Escrito por Lúcio Flávio Pinto
Avalie este item
(0 votos)

o prefeito Zenaldo Coutinho se comprometeu com o Ministério Público Federal, a entregar, ainda neste mês, 87 novas casas para o remanejamento de habitantes de palafitas na Vila da Barca, em Belém. Assim, retomaria a nova etapa do programa, iniciada em 2015, para chegar às 400 novas moradias, previstas na origem da iniciativa, mais de 10 anos atrás. Se ainda tiver tempo para cumprir o que prometeu, terá que acrescentar 26 unidades às 75.

Essas 26 precárias residências foram queimadas entre o fim da noite de terça e a madrugada de ontem, num incêndio para o qual os moradores daquela que é tida como a maior favela sobre palafitas do país já estavam temerosos. Mas nada puderam fazer para evitar.

O MPF entrou acionou a justiça federal, mas não conseguiu convencê-la da improbidade administrativa do então prefeito Duciomar Costa no uso dos 108 milhões de erais que constituem o custo total da obra. Os valores cresceram, assim como a amplitude da área, agora com 1,5 mil casas sobre as águas e adjacências da baía do Guajará. E assim continuará até o próximo incêndio?

IMPRENSA

O Liberal e o Diário do Pará deram matérias decentes sobre o incêndio nas suas edições de hoje. Tomara que prossigam e as melhorem ainda mais nos jornais de amanhã. Merecerão mais parabéns.

Ler 133 vezes Última modificação em Segunda, 07 Janeiro 2019 20:42

Comments fornecido por CComment