Quinta, 13 Setembro 2018 21:03

Boca de lobo

Escrito por Lúcio Flávio Pinto
Avalie este item
(0 votos)

Dias atrás, uma turma da secretaria de saneamento do município esteve na quadra da rua em que moro. Os funcionários fizeram um bom trabalho de limpeza dos bueiros de acesso à galeria de água pluvial e de esgoto, uma raridade inestimável na capital paraense. Tiraram tipos de lixo inimagináveis, entulho que se deve creditar à má educação de pessoas ou passantes em um bairro central e tradicional da cidade, o Reduto. Combinada, é claro, com a baixa frequência da limpeza pública. Neste caso, porém, o espantoso é o mau hábito da população de descartar o que bem entender na via pública, desmerecendo seu privilégio e contribuindo para o paradoxo das enchentes constantes durante o inverno (e mesmo em verão molhado como o deste ano).

Observando o trabalho, me veio uma ideia – de leigo – que talvez seja útil: instalar grade removível nas bocas de lobo, capaz de reter o lixo maior e permitir a limpeza periódica da drenagem de rua. Talvez não melhore muito, mas melhora de alguma maneira o escoamento de água durante o período de chuvas fortes, diminuindo a deposição de material que impede o escoamento pluvial. Assim, a vida cotidiana seria melhor – ou não seria tão ruim.

Ler 42 vezes Última modificação em Segunda, 07 Janeiro 2019 20:41

Comments fornecido por CComment